7.01.2016

Um pensamento obscuro (Copyright ©)



Um pensamento obscuro

Algo parecia invadir seu peito, de uma maneira estranha, agressiva. Parecia o consumir, arrancar cada pedaço sano que havia nele. Ele estava perdido. O que era que estava tomando posse de suas decisões? Como ele faria parar? Talvez a questão seja que ele não pararia. E um pequeno desastre foi o que fez acontecer, ele perdeu a cabeça de vez, começou a enlouquecer.
Diante de seus olhos passou tudo que aconteceu, quantas pessoas magoou, quantas coisas perdeu e no meio de lágrimas ele se afundou. Correu, tentou se afastar do sentimento que estava a perturbar, mas de nada adiantou, seu coração batia forte contra suas costelas e a pressão de sua mente só aumentou.
Deixar tudo para trás, a vida, tudo que não o fazia feliz mais. Mas aquilo iria adiantar? Aquilo iria o poupar do que tem passado?
Na ponta do prédio pensou, repensou em seus motivos e logo se lembrou de sua família, das únicas pessoas que ainda se importavam com ele. Isso iria o poupar das vezes que os magoou? Ou iria os  magoar ainda mais?
Suspirando, ele pulou.
Mas não pulou do prédio, pulou pro lado contrário e daquela decisão pra frente sua vida se transformou.
Um psicologo ele procurou, de sua saúde ele cuidou, e com isso todos só ganharam. E uma lição ele aprendeu, da qual jamais vai esquecer: sempre que for tomar uma decisão pense em que faz as coisas valerem a pena. Se aquilo toma influencia somente em ti, ou em quem está em volta, e pense quem é que está em volta disso.

-♥ Notas Importantes 

Fiz esse texto a pedido de uma leitora, aliás quero deixar um beijo pra ela! E eu realmente gostei da ideia de receber sugestões de assuntos, ou até mesmo escrever textos para alguém especifico. Então se você ai tiver algum texto que está esperando mas não sai, pede nas minhas redes sociais, por mais que eu não poste sempre nelas, eu estou sempre verificando as mensagens. Aqui estão elas: Instagram, Twitter, TumblrFacebookYoutube . Muito obrigada pela atenção! Beijinhos! xx

Fonte da imagem: google

Nenhum comentário:

Postar um comentário